Corte Suprema Argentina utiliza precedente da Corte Interamericana de Direitos Humanos na aplicação de pena