O professor Jackson Azevedo, membro do IBADPP, foi nomeado para integrar a Comissão Estadual da Verdade

199961_10151078908774103_1536062412_nO advogado criminalista Jackson Chaves de Azevedo, ex-procurador dos Estados da Bahia e de Santa Catarina, membro do Ministério Público do Trabalho (aposentado), professor de Direito Processual Penal e membro do Instituto Baiano de Direito Processual Penal, foi nomeado pelo Governador do Estado da Bahia para integrar a Comissão Estadual da Verdade.

A Comissão Estadual da Verdade, de acordo com a publicação do Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (12), foi criada com o objetivo de investigar as violações direitos humanos praticadas entre 1946 e 1988, em diálogo com a Comissão Nacional da Verdade.

Além do Professor Jackson Azevedo, também integram a comissão baiana os seguintes nomes: Amabília Vilaronga de Pinho Almeida, Antônio Walter Pinheiro, Carlos Navarro Filho, Dulce Tamara Lamego Silva e Aquino, Joviniano Soares de Carvalho Neto e Vera Christina Leonelli.

O principal foco da pesquisa da comissão será o levantamento de informações sobre as mortes durante o regime militar de 1964 a 1985, como casos de tortura, violência sexual e terrorismo de Estado.

O grupo de trabalho começa a se reunir a partir da próxima semana, segundo o governo, para definir o plano de atuação e as metodologia das reuniões.

No ano de 2012, o Professor Jackson Azevedo proferiu palestra no I Seminário Nacional do Instituto Baiano de Direito Processual Penal sobre a Soberania do Júri e o Duplo Grau de Jurisdição.

2_Seminario_Internacional_de_Processo_Penal_BANNER_INTERNET_1920x500px_02 (1)